O fim das empreiteiras no Japão

Keiichi Ito, 49, trabalha há 11 anos na Confederação Sindical Nacional (Zenroren) e atua há mais de dez anos no Instituto de Pesquisas sobre Questões Trabalhistas. É formado em Direito e Política pela Universidade Chuo, de Tokyo. A Zenroren é a segunda maior organização sindical do Japão,Keiichi Ito é taxativo quanto ao sistema de haken (terceirização de trabalhadores): “Não deveria existir”.
Daqui para frente, Ito defende a contratação direta. Isso garantiria mais força aos trabalhadores na hora de lutar por direitos. E garante que é mentiroso o argumento de que a extinção do sistema haken seria negativa para as indústrias.
Toda materia aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog